Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > NEABI > Fontes de Pesquisa > Uncategorised > HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA (QUILOMBOLA) - NEABI
Início do conteúdo da página

HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA (QUILOMBOLA) - NEABI

Publicado: Sexta, 02 de July de 2021, 00h40 | Última atualização em Sexta, 09 de July de 2021, 15h52 | Acessos: 604

ANDRADE, Tânia (org). Quilombos em São Paulo: tradições, direitos e lutas. São Paulo: IMESP, 1997. Disponível em: <http://www.itesp.sp.gov.br/br/info/publicacoes/arquivos/quilombos_sao%20paulo_1e.pdf>. Acesso em 02. set. 2020.

ANDRADE, Anna Maria; TATTO, Nilto (Ed.). Inventário Cultural dos Quilombos do Instituto Socioambiental. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2013. Disponível em: <https://issuu.com/instituto-socioambiental/docs/pdf-publicacao-final_inventario>. Acesso em: 05 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Quilombos: espaço de resistência de homens e mulheres negras. 2005. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=26835>. Acesso em 11 maio. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Dimensões da inclusão no Ensino Médio: mercado de trabalho, religiosidade e educação quilombola. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. 2005. Disponível em: <http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/bib_volume9_dimensoes_da_inclusao_no_ensino_medio_mercado_de_trabalho_religiosidade_e_educacao_quilombola.pdf> . Acesso em 11 maio. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Estórias Quilombolas / organizadora do Projeto Histórias Quilombolas: Gloria Moura; pesquisadores: Juliane Mota e Paulo Dias. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2010. 98 p. : il. Disponível em: <http://etnicoracial.mec.gov.br/images/pdf/publicacoes/estorias_quilombola_miolo.pdf>. Acesso em 11. maio. 2021.

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Educação Escolar Quilombola. Resolução no 08/2012 do Conselho Nacional de Educação: Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola. Cartilha. Equipe. CABRAL LIBÓRIO, Andréia Regina Silva et al. 2018. Disponível em: <https://www.defensoria.sp.def.br/dpesp/repositorio/39/quilombola_cartilha.pdf>. Acesso em 11 maio. 2021.

FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES. Quilombos ainda existem no Brasil. Fundação Cultural Palmares (FCP), 2008. Disponível em: <http://www.palmares.gov.br/?p=3041#:~:text=Levantamento%20da%20Funda%C3%A7%C3%20%A3o%20Cultural%20Palmares,pode%20chegar%20a%20cinco%20mil>. Acesso em 03 jun. 2020.

LUIZ, Viviane Marinho et al (Org.). Roça é vida. São Paulo IPHAN – Grupo de Trabalho da Roça 2020. Disponível em: <https://acervo.socioambiental.org/acervo/livros/roca-e-vida>. Acesso em 11 maio. 2021.

O’DWYER, Eliane Cantarino. Terras de quilombo: identidade étnica e os caminhos do reconhecimento. TOMO São Cristóvão - SE, nº 11 jul./dez. 2007. Disponível em: <https://seer.ufs.br/index.php/tomo/article/view/446>. Acesso em 11 maio. 2021.

SILVA, Beatriz Caitana da. A construção da (in) visibilidade da infância quilombola: o papel do Estado e do movimento social. Dissertação de Mestrado em Sociologia. Universidade de Coimbra. 2011. Disponível em: <https://dlc.library.columbia.edu/catalog/ldpd:504682/bytestreams/content/content?filename=Beatriz+Caitana+da+Silva.pdf>. 11 maio. 2021.

Outros materiais relacionados a temática comunidades e/ou povos quilombolas. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/educacao-quilombola-/materiais-publicados>.

Fim do conteúdo da página